Arambol, também conhecido como Harmal, é uma pequena vila costeira, com uma vibe muito “hippie”, que do ponto de vista turístico está a meio “caminho” entre locais super lotados com Anjuna e outros, super calmos, talvez demasiado, como Agonda.

arambol

O que fazer em Arambol

A vila parece ter tudo em conta e medida. Para aqueles que procuram fazer praia com privacidade, basta caminhar 5 minutos para sul e já está. Temos um areal imenso à disposição, com pouca gente e bastante espaço. Para quem quer fazer praia mas não dispensa um pé de dança e uns copos à noite, não falta animação e opções. Há bares com fartura e festas na praia, com fogueiras, jambés e muita alegria.

Arambol , em si, é um emaranhado de ruas, de construção anárquica, que remetem o nosso imaginário para as favelas. Repletas de guest houses e hosteis , restaurantes, cafés e lojas, as ruas são uma explosão de cor e vida, absolutamente desorganizadas e labirínticas que desembocam na praia. É um local a surreal e único, que é muito divertido explorar.

Na praia a animação é constante. Vemos pessoas a cantar e a dançar, outras a dormir à sombra de um barco, enquanto os locais, com nomes portugueses, nos tentam vender alguma coisa. Há milhentas opções para comer, um areal enorme para percorrer, um templo cheio de cães…Enfim, não falta nada.

Arambol

Kallacha Beach e o Paliem Lake

No extremo norte da praia, entrando pela estreita rua com bancas de venda, é possível encontrar um caminho, pela costa, que nos leva até outra praia, a Kallacha Beach. Mais pequena e recatada esta praia tem um bónus, o Paliem Lake. Trata-se de um lago de água doce, uma paisagem absolutamente idílica, com espreguiçadeiras distribuídas pela sombra das muitas palmeiras que ali existem. Pena é que nesse dia água estivesse um pouco suja, suficiente para nos dissuadir de uma mergulho na água doce.

Ainda há por ali um trilho que, segundo se diz, leva até uma árvore, a Banyan Tree, sob a qual os membros dos Beatles fizeram uma sessão de meditação.

O trilho é bem acessível e faz-se sem problemas. No dia que lá fomos uma rapariga israelita fez o percurso de canadianas, sem qualquer problema.

Comer em Arambol

Arambol está repleto de opções e certamente que comer não será um problema. Super mercados, restaurantes, pastelarias e lojas de frutas estão um pouco por todo o lado. Ao pequeno almoço, não sendo opção onde ficámos alojados, costumávamos recorrer a uma frutaria na rua principal. A fruta era fantástica, melhor ainda com o calor que se fazia sentir e, mesmo ao lado, havia pastelaria, a German Bakery, para “rematar” o pequeno almoço com um bom café.

Recomendamos ainda o Organic Vibes que, para além da comida fantástica, tem música ao vivo. E, ainda, o Shimon Falafel. Uma opção super económica com comida espetacular.

Onde ficar em Arambol

Nós ficámos alojados no Cactus Guest House por cerca de 10€ (R$45)/noite. Estava a cerca de 200 metros da praia, tinha casa de banho, cozinha e varanda privadas. As condições não era luxuosas mas eram decentes. O cenário e a vista era surreal, parecia que estávamos na favela. Mas, à excepção dos hotéis na primeira linha da praia, é o que caracteriza a pequena vila indiana.

A Maria e o marido, os proprietários, foram sempre muito simpáticos e prestáveis.

A única recomendação que fazemos é para que tente fazer o check relativamente cedo. A guest house fica num local inacessível de carro, como muitos na vila, e pode ser difícil encontrá-lo, mesmo com gps. Tendo chegado por volta das 3 ou 4 da manhã, foi um desafio lá chegar.

Localização e como lá chegar

Arambol fica a 60 kms do aeroporto de Dambolim. Dali, a viagem de bus demora cerca de 3 horas e custa 4€ (R$18). De táxi ou Ola a viagem demora no mínimo uma hora e custa mais ou menos 20€ (R$90).

A partir de Pernem, onde fica a estação comboio mais próxima, a viagem é de 17 quilómetros. Aqui recomendamos o táxi ou Ola, que demora cerca de 15 minutos e custa cerca de 6€(R$27). De bus a volta é gigante e demora cerca de 3 horas.

Segue-nos nas redes sociais

Booking.com

SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

Preparar a sua viagem, com os nossos programas de afiliados, é a forma de apoiar o nosso projeto e contribuir para que este continue a crescer.  Realizar uma reserva através destes programas, seja a reserva de um hotel através do Booking, um seguro da World Nomads, a reserva de um voo, etc., significa que a Backpackers Bay recebe uma comissão, sem você que pague mais pelo serviço contratado.

Os programas de afiliados que selecionamos e que referimos abaixo, ou nos nossos artigos, são agentes credíveis a que recorremos na preparação das nossas próprias viagens e que, acreditamos, estão entre as melhores opções no mercado das viagens.

Esperamos, com as nossas dicas e indicação de agentes, contribuir para que cada leitor tenha umas ferias ainda melhores.

Reserve o seu voo com a Edreams ou a Rumbo.

Reserve o seu hotel através do Booking ou a Edreams

Faça o seu seguro de viagem com a World Nomads.

Alugue o seu carro com a Europcar.

Encontre os melhores tours, em qualquer canto do mundo, no Getyourguide.