A região Centro de Portugal, geralmente menos visada pelo “holofotes” do turismo, é uma caixa de surpresas com muita diversidade, relativamente imune ao turismo de massas e genuína como poucas. Possui apelos e motivos de interesse suficientes para uma semana de férias, mas o que aqui trazemos é um roteiro do centro de Portugal, para 2 ou 3 dias.

Praias, cidades históricas,  monumentos distinguidos pela UNESCO,  ligados por estradas e caminhos de paisagens incríveis, que proporcionam uma viagem imersiva, num país real, feito de cultura e natureza. Para conhecer os seus encantos, desta vez, decidimos trocar a “casa às costas” por uma “casa com rodas”, escolhemos uma autocaravana da Roadyng e fizemo-nos  à estrada.

Roteiro do centro de Portugal: Os pontos de paragem

Quando chegou a altura de planear a viagem e decidir o que visitar, em apenas 3 dias, olhámos para o mapa sabendo que o tempo era curto e que dois  locais eram de paragem obrigatória. Queríamos ver as ondas gigantes da Nazaré e o Buddha Eden.

Para não acrescentar muitos quilómetros, sacrificámos alguns locais que visitámos anteriormente, como Coimbra, Óbidos e outros e outros que ficam para próximas viagens. Então, decidimos construir o nosso roteiro no Centro de Portugal à volta dos seguintes locais:

  • Buddha Eden, no Bombarral
  • Praia dos super tubos em Peniche
  • São Martinho do Porto
  • Nazaré
  • Mosteiro da Batalha
  • Convento de Cristo, em Tomar

Optámos por não ser demasiado ambiciosos, para não passarmos os dias a conduzir e a contar o tempo a cada paragem. Mas a verdade é que os quilómetros percorridos, por caminhos e estradas nacionais impecáveis, ao volante de uma autocaravana quase a estrear, foram bastante agradáveis.
As paragens ocasionais, para almoçar, desfrutar da natureza ou relaxar, compuseram o “ramalhete” de uma experiência incrível de liberdade.

O nosso roteiro no centro de Portugal aproximou-se dos 300 quilómetros. Começou e terminou em Torres Novas, onde fomos buscar e entregar a autocaravana, e consumiu cerca de 5 horas nas estrada.

Bacalhoa Buddha Eden

roteiro no centro de portugal buddha eden

Este parque temático possui uma atmosfera única, tranquila,  perfeita para dar começo a um grande dia. Tendo como tema principal a cultura asiática, estende-se por 35 hectares de caminhos, lagos, colinas e jardins, povoados de forma harmoniosa por estátuas, esculturas e muita arte. É fácil perdermo-nos durante duas ou três horas, enquanto percorremos os caminhos e descobrimos as belas estátuas de buddha, de todos os tamanhos e feitios, soldados de terracota e pagodes.

terracota buddha eden

É um espaço super interessante, mesmo para quem já visitou países com a Tailândia e o Cambodja. É um “twist” inesperado. Encontrar este tipo de expressão cultural, tão própria de outras paragens, dispersa entre sobreiros, é muito curioso.

Ainda, e para nossa surpresa, o Buddha Eden conta com uma vasta área dedicada à fauna africana. Centenas de esculturas de animais, de vários tamanhos e espécies, “habitam” uma parte considerável do parque. Hipopótamos, elefantes, crocodilos, entre outros, dão-nos as boas vindas e introduzem-nos aos trilhos estreitos, entre os campos de bambu capazes, que nos orientam para a saída.

roteiro do centro de portugal buddha eden

Em todo o parque, a nota dominante é a tranquilidade. Mas, para além disso, também existe um restaurante e uma cafetaria onde é possível lanchar ou fazer uma refeição de mais substância. Por fim, à saída, somos convidados a fazer provas de vinho e tentados por uma oferta enorme de néctares, vendidos a preços super atrativos.

O horário do Buddha Eden permite visitas entre as 9h e as 18h e o preço de entrada é 5€, sendo grátis para crianças até aos 12 anos de idade. Também é possível, por mais 4€, visitar o parque de comboio. Esta opção pode fazer sentido nos dias de muito calor, quando estamos acompanhados por crianças pequenas ou pessoas mais velhas.

Definitivamente, não podia ter ficado fora do nosso roteiro do centro de Portugal.

Super Tubos em Peniche, a primeira praia no nosso roteiro do centro de Portugal

Depois de algumas horas a andar no Buddha Eden, e antes de rumar a São Martinho, decidimos relaxar na mítica praia dos Super Tubos, em Peniche. O tempo ainda não convidava a banhos mas, em contrapartida, havia poucas pessoas e foi possível parar a Passion (a nossa campervan Roadyng) em frente à praia e relaxar por umas horas.

Na praia também existe um bar com esplanada, perfeito para beber ou petiscar qualquer coisa, com o mar como pano de fundo. Escusado será dizer, para os amantes do surf, que esta é uma das praias mais apetecidas do país para apanhar ondas. Há que ir prevenido.

São Martinho do Porto

roteiro do centro de portugal são martinho do porto

São Martinho do Porto foi motivo de uma segunda paragem no trajeto para a Nazaré. É uma localidade costeira traquila, com cerca de 3000 habitantes, servida por uma bela baia que acalma e tempera o oceano atlântico. Tem uma marginal bonita, com muitos restaurantes, onde é possível experimentar os melhores exemplares gastronomia local.

Seguindo a marginal, em direção a Sul, desembocamos em Salir do Porto. Uma pequena vila, com acesso à baia, introduzida por uma enorme duna que os mais ativos gostam de subir, para descer como quem faz “sku”. Ali também existe um miradouro com uma vista incrível sobre São Martinho e, ainda, um belo parque de autocaravanas. Tem casa de banho, churrasco, lava loiças e está a dois minutos da praia.

As ondas da Nazaré não podiam faltar num roteiro do centro de Portugal

roteiro do centro de portugal Canhão da nazaré

Assistir ao fenómeno das ondas da Nazaré, que atrai uma quantidade imensa de turistas de todo o mundo, foi desde de inicio uma das prioridades do nosso roteiro do Centro de Portugal. Quando chegámos à simpática Nazaré, ainda de noite, estacionámos a autocaravana num parque de terra batida, bem próximo da marginal e do forte.

De manhã bem cedo, tomámos o pequeno almoço e, depois de um café na marginal, seguimos para o ascensor que no levou para a zona alta da vila. São cerca de 300 metros a subir, que vão tornando a perspectiva sobre o cidade, “casada” com o atlântico, mais e mais impressionante. O ascensor abre às 7.30h e a viagem demora cerca de 15 minutos. A viagem é gratuita para crianças até aos 3 anos de idade, custa 0,90€ para crianças dos 4 aos 12 e, para adultos, 1,2€.

roteiro do centro de portugal nazaré

Uma vez lá em cima, a caminho do Forte de São Miguel Arcanjo, passámos pela bela praça histórica, onde se destacam os miradouros, o santuário e  capela de Nossa Senhora da Nazaré. Há ainda comércio e restauração que, diga-se de passagem, é pensado para turistas. Percorremos cerca de um quilómetro, pela estrada do farol, até desembocar no forte, que repousa sobranceiro sobre a indissociavel praia do Norte.

Tivémos sorte. Decorria o Nazaré Tow Surfing Challenge e as ondas estavam grandes. Encontrámos o nosso espaço, entre a multidão, e ficámos a assistir, enquanto aqueles homens desafiavam uma das manifestações da natureza mais impressionantes que podemos testemunhar. Passaram-se algumas horas, muito bem passadas, enquanto explorámos as várias perspectivas.

Depois de uma grande dose de ondas e multidão, pegámos na autocaravana e seguimos para a estrada atlântica. Fomos descobrir um spot incrível com vista sobre uma parte deserta da praia do Norte. Aproveitámos para almoçar e descançar um pouco, antes de seguir caminho.

Mosteiro da Batalha

mosteiro da batalha

Percorremos mais 30 quilómetros no nosso roteiro do centro de Portugal e chagámos à Batalha,  para visitar um dos monumentos com maior sibolismo no país. Considerado uma das 7 maravilhas de Portugal e reconhecido como património mundial pela UNESCO, é um projeto que, apesar de inacabado, atrai cerca de 500 mil turistas anualmente.

O que ali encontramos é o resultado de obra realizada ao longo de 7 reinados e iniciada no século XIV, por D. João I. Trata-se de um dos melhores exemplares da arquitetura medieval portuguesa, dominada, pelos estilos gótico e manuelino.

A grande motivação para a sua construção foi honrar a Virgem Maria, assinalando a vitória sobre os espanhois na batalha de Aljusbarrota. Foi evoluindo ao longo de muitos anos, até que em 1517 D. Manuel “embargou” a sua continuação.  Trata-se de um monumento imenso, onde a grandiosidade e os pequenos detalhes se conjugam num mundo de apelos, capaz de nos fazer deambular por horas, em modo de absoluta contemplação.

O preço do bilhete normal para visitar o mosteiro é 6€. Mas, por 15€, é possível comprar um bilhete que dá também acesso ao mosteiro de Alcobaça e Convento de Cristo. Maiores de 65 anos, detentores de cartões de estudante ISIC, cartões jovem, IYTC e familias com pelo menos dois filhos, têm 50%.

Aos domingos e feriados, residentes em Portugal, têm entrada gratuita até às 14 horas.

O Convento de Cristo e o aqueduto

roteiro do centro de portugal de autocaravana convento de cristo

O Convento de Cristo, em Tomar, viu a sua construção iniciar-se no século XII, para ser continuada e adaptada, nos séculos seguintes, ao papel e importância que o convento foi assumindo. Isso reflete-se numa obra imensa, com detalhes arquitetónicos sublimes, representativa de estilos como o romântico, o gótico, manuelino ou renascentista.

A charola e o castelo templário, o convento da ordem de Cristo, a ermida, o aqueduto dos Pegões e a Mata dos Sete Montes, foram argumentos suficientes para que este local, indissociável da história dos templários, tenha sido reconhecido pela UNESCO como património da humanidade.

O convento é dono de uma atmosfera muito própria. Nos átrios, nas igrejas, nos corredores ou janelas, podemos encontrar ornamentos carregados de simbolismo, que nos transportam para outro tempo. É um local para nos perdermos por duas ou três horas, se excluirmos a Mata dos Sete Montes, a que poderíamos dedicar outras tantas.

Aproveitámos ainda para visitar o aqueduto dos Pegões. Esta estrutura imponente, que alimentava o convento, é mais um testemunho inequívoco da importância que este assumiu ao longo da história. É possível percorrer parcialmente o aqueduto e ter uma bela perspectiva sobre o local. No entanto, não tem qualquer proteção de segurança e o risco de queda é real. Quem o percorre fá-lo por sua conta e risco.

centro de portugal aqueduto dos pegões

O Convento de Cristo pode ser visitado todos os dias, entre as 9h e as 17.30h. O preço do bilhete  normal para visitar o mosteiro é 6€. Mas, por 15€, é possível comprar um bilhete que dá também acesso aos mosteiro de Alcobaça e da Batalha. Maiores de 65 anos, detentores de cartões de estudante ISIC, cartões jovem, IYTC e familias com pelo menos dois filhos, têm 50%.

Aos domingos e feriados, residentes em Portugal, têm entrada gratuita até às 14 horas.

A Roadyng e a nossa “casa sobre rodas”

road trip centro de portugal com a roadyng

Quando chegou a altura de escolher a forma de fazer o nosso roteiro do Centro de Portugal, decidimos fazê-lo de autocaravana. Ainda não haviamos experimentado esta abordagem e vontade não faltava. Acabámos por nos fazer à estrada com Roadyng, um projeto recente, dedicado exclusivamente ao aluguer de autocaravanas.

Para lá da autocaravana em si, sobre a qual falaremos já a seguir, a facilidade e flexibilidade de todo o processo de reserva deixou-nos muito satisfeitos com o serviço. A recolha e entrega do veículo foi agilizada de forma simples, os padrões de limpeza deixam muitos hóteis a desejar e, de resto, foi tudo bom.

A Passion

Passion é o nome da campervan que nos calhou.  Nova em folha, com menos de 20 mil quilómetros, tem tudo o que podemos precisar numa road trip. Possui capacidade para 4, casa de banho com sanita quimica, chuveiro e água quente, duas camas de casal, cozinha com fogão, lava loiças e utensilios. Um frigorifico que enchemos de comida “engarrafada e um kit limpeza.

Foi-nos entregue com cama feita e limpeza irrepreensível. Fora isso, conduz-se muito bem e recomendamos vivamente.

SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER
Booking.com
Booking.com
Booking.com

Preparar a sua viagem, com os nossos programas de afiliados, é a forma de apoiar o nosso projeto e contribuir para que este continue a crescer.  Realizar uma reserva através destes programas, seja a reserva de um hotel através do Booking, um seguro da World Nomads, a reserva de um voo, etc., significa que a Backpackers Bay recebe uma comissão, sem você que pague mais pelo serviço contratado. Os programas de afiliados que selecionamos e que referimos abaixo, ou nos nossos artigos, são agentes credíveis a que recorremos na preparação das nossas próprias viagens e que, acreditamos, estão entre as melhores opções no mercado das viagens. Esperamos, com as nossas dicas e indicação de agentes, contribuir para que cada leitor tenha umas ferias ainda melhores.